domingo, 27 de Julho de 2014

Volta a França 2014: 20 protagonistas

Sem comentários:
Chegada a Paris, final de mais uma Volta a França, a 101ª edição, a de 2014. Ao longo de três semanas muito aqui foi escrito sobre a prova rainha do ciclismo, a prova que chega ao coração de todos. Para finalizar, um olhar sobre 20 protagonistas deste Tour.

sábado, 26 de Julho de 2014

A Tripla Coroa de Vincenzo Nibali

Sem comentários:
Maio de 1968, Felice Gimondi é coroado em Bilbao vencedor da Vuelta a España e conquista assim a tripla coroa das grandes voltas, depois da vitória no Tour de 1965 e do Giro de 1967. Gimondi era o segundo ciclista a alcançar tal feito, depois de Jacques Anquetil, e desde então apenas mais três o conseguiram: Merckx, Hinault e Contador. Vincenzo Nibali junta-se amanhã ao clube.

quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Entre eles faz-se um bom Tour

Sem comentários:
E um fica fora do pódio
O triunfo está desde muito cedo entregue a Vincenzo Nibali, mas esta tem sido uma Volta a França com história, e com histórias dentro de cada etapa.

domingo, 20 de Julho de 2014

Regressam os franceses, e acabaram as duas velocidades?

Sem comentários:
Richard Virenque foi 3º no Tour de France 1996 e no ano seguinte voltaria a subir ao pódio de Paris ao lado de Jan Ullrich, desta vez com o segundo posto. Os franceses não venciam desde 1985 (Bernard Hinault) mas não se tinham afastado da luta pelo triunfo, com o próprio Hinault, Jean-François Bernard, Laurent Fignon e Richard Virenque a darem cinco presenças em pódio em doze anos. Não era suficiente, mas o pior estava para vir.

quinta-feira, 17 de Julho de 2014

Hora dos Alpes

Sem comentários:
Entrará novamente sozinho na meta? Diante de todos?
Depois de doze etapas, o Tour chega aos Alpes e às suas longas subidas. O Tour não tem o seu Angliru ou o seu Monte Zoncolan, subidas que chocam pela sua inclinação, mas tem um vasto portefólio de montanhas que se destacam pela extensão. Subidas intermináveis que, umas após as outras, vão transformando o pelotão numa mão-cheia de homens.

quarta-feira, 16 de Julho de 2014

Coisas que acontecem em três semanas

Sem comentários:
Rui Costa perdeu tempo hoje. 1'36'', um minuto mais trinta e seis segundos diz a classificação, numa etapa em que não se esperava. Sim, tem uma bronquite aguda, mas o que vos escrevo não é afetado pela bronquite. E passo a explicar.

segunda-feira, 14 de Julho de 2014

É na adversidade que se vê quem são os campeões

Sem comentários:
O ciclismo é esta novela sem guião em que os protagonistas mudam a qualquer instante. Falava na última crónica na força física que estes ciclistas têm e na contrastante debilidade que os coloca sujeitos às vicissitudes da corrida. No dia seguinte o Tiago Machado foi para a fuga do dia e fez aquilo que melhor sabe, que é dar guerra. A Astana queria ceder a camisola amarela para não ter que trabalhar no dia seguinte e o requisito para a entregarem era apenas um: não ameaçar a luta pela vitória. Posto isto, o melhor posicionado na fuga levava o maillot jeune.

Partilhar